Depois de terminar o treinamento básico, era hora de ser treinado no centro de treinamento em comunicação. Um dia, fui andar depois de terminar meu treinamento. O comandante veio andando em minha direção. Quão terrível é encontrar com o comandante em particular!

Eu saudei com uma voz profunda: “União!”

Então ele disse: “Venham aqui”.

“Sim senhor! Ock Soo Park e outros dois estão aqui ao seu dispor.”

O comandante perguntou ao ajudante que estava de pé:

“Ajudante, é possível recompensar esses recrutas?”

“Sim, senhor, é possível.”

“Recomende esses três.”

Era uma coisa óbvia saudar um alto oficial do exército, mas, nós seríamos recompensados pela nossa boa saudação.

Alguns dias depois, fomos à sede para sermos recompensados. Troquei de roupa e peguei uma fivela brilhante do meu amigo. Então, um comandante da companhia fez um ensaio para recebermos a recompensa. “Quando você apertar a mão do comandante, não pegue, apenas estenda a mão. Se ele sacudir, então sacuda.​​” Nós praticamos por 30 minutos apenas para receber um minuto de elogio. Finalmente, todos os soldados se reuniram e a cerimônia de premiação começou.

“Nome, Ock Soo Park, Número. . . este homem tem um excelente espírito de soldado… então eu o recomendo.”

Depois que fomos elogiados, rimos porque fomos elogiados por uma razão insignificante.

Mais tarde, fiquei conhecido entre todos os soldados do campo. Quando eu saia do acampamento para fazer meu trabalho, o motorista dizia: “O Ock Soo Park está aqui, então não vamos sofrer nenhum acidente porque ele acredita em Jesus”.

E, às vezes, quando eu estava furando a fila, alguém imediatamente dizia: “Oi crente, você também fura a fila?” Deus estava comigo, e todos os soldados sabiam que eu acreditava em Jesus. Deus continuamente me abençoava e me mostrava isso.

Um dia eu estava lendo a Bíblia enquanto estava no serviço de sentinela. Enquanto eu estava absorvido pela Bíblia, tirei meu capacete de aço e o coloquei ao meu lado porque era pesado. Um pouco depois, eu soltei meu cinto de munição, coloquei minha arma no chão e sentei no meu capacete de aço. Naquela época, eu não tinha muito tempo para orar ou ler a Bíblia. Então a melhor hora para eu ler a Bíblia era quando estava no serviço de sentinela no topo da montanha, sozinho. Então peguei a Bíblia do meu bolso e a li. Duas horas não eram nem tão longas nem tão curtas para eu ler e ser absorvido.

Enquanto a minha leitura estava profundamente na Bíblia, eu ouvi um barulho estranho, então eu olhei ao redor, e descobri que o comandante, que estava de roupas esportivas, estava vindo em minha direção. Eu estava tão assustado que pensei: “Eu posso ir para a prisão por isso.” Levantando-me imediatamente, coloquei meu capacete de aço, prendi meu cinto de munição, coloquei a minha arma no ombro e cumprimentei dizendo: “Não há nada errado durante o meu plantão.” Ele não disse nada, mas sorriu.

Embora eu não fosse nem oficial nem soldado formal, ele me reconheceu. Eu era apenas um recruta.

“Bem, quando for para você fazer a sua religião, faça sua religião. Quando for para você cumprir seu dever, cumpra seu dever.”

“Sim senhor.”

O comandante e eu conversamos muito.

“Você tirou férias?”

“Não, eu não tirei.”

“Você não tirou ou não conseguiu?”

Ele foi afetuoso comigo porque percebeu que eu estava tenso.

“A partir de agora, você faça o trabalho religioso, mas não quando estiver em serviço, apenas durante o tempo para a religião.”

Mais tarde, ele me chamou e sinalizou: “Vamos construir uma igreja.”

Então ele ordenou ao oficial administrativo: “Não dê a ele nenhum outro trabalho, ele só vai fazer o trabalho religioso.”

Durante esse período, foi no meio da Guerra do Vietnã … Fui selecionado algumas vezes como paramédico. No entanto, toda vez que ia ao escritório do comandante para informar que eu estava na guerra do Vietnã antes de sair, ele sempre dizia: “Tire-o da lista”. Depois que fui omitido algumas vezes, eles não colocaram mais meu nome na lista… Então, enquanto servia no campo de treinamento de comunicação, preguei o evangelho aos recrutas que foram treinados naquele lugar.