Eu respeito muito o Pastor Ock Soo Park.

 

Me desculpem por falar assim, mas penso no Pastor Ock Soo Park como um gênio. Eu não quero dizer isso de uma forma maligna, mas sim quando ele diz: “Haja ouro”, aparece ouro; “Que haja prata”, aparece prata, e quando ele diz a uma pessoa enferma: “Seja curado”, alguém é curado. Eu quero dizer isso nesse bom sentido.

 

Neste mundo estritamente egocêntrico, quando ele diz: “Haja amor”, o amor surge e a fonte da ética flui do coração de alguém; ele é um gênio. Eu acho que se houvesse mais alguns gênios como ele em nosso país, nosso povo seria muito respeitado, nossa nação seria feliz e nosso povo ficaria feliz. É por isso que eu realmente respeito o Pastor Ock Soo Park.

 

A essência original das pessoas é, na verdade, boa e gentil, mesmo que tenhamos nos esquecidos disso e tenhamos fluído para uma atmosfera orientada pelo materialismo.

 

Agora as pessoas dizem: “Eu não ligo se o meu vizinho está morrendo de fome; eu tenho dinheiro, então posso comer o que quiser; mesmo que os outros sofram por doenças ou dificuldades, eu só preciso estudar muito e ser bem‑sucedido”.

 

Essa não é a nossa verdadeira imagem. Se alguém estiver doente, e uma pessoa que está ao seu lado sentir essa mesma dor no coração e levá‑lo ao hospital, ou pelo menos lhe oferecer água, a pessoa que tem uma mentalidade e amor assim pode ser próspera. Mas não é isso que fazemos,

e esse é o grande problema.

 

O pastor Ock Soo Park traz à tona a essência original de uma pessoa. Ele de fato é um líder. Felizmente, muitos jovens são influenciados por ele e, como resultado, estão vivendo de maneira íntegra. Eles desenvolveram a mentalidade de amar o próximo. E se entristecem junto com as pessoas pobres que estão passando por dificuldades.

 

Usando sua paixão e experiência em liderar o coração dos jovens por décadas, ele publicou o livro chamado: Quem é você que me arrasta? Conforme os jovens forem lendo este livro, espero ansiosamente ver a mudança neles, que habitualmente pensam: “Eu vou ser bem‑sucedido,

mesmo que de forma injusta”. Espero vê‑los mudar e viver uma vida maravilhosa amando o próximo que . carente, assim como a si mesmos.

 

Soo Sung Lee

Ex‑Primeiro Ministro da Coreia

Junho de 2011