Um livro é alimento para o coração. Eu ocasionalmente pude testemunhar um bom livro transformando a vida de um indivíduo ou de uma comunidade. Muitos livros que li durante a minha juventude são companhias que ainda me ajudam muito a trabalhar como oficial público.

 

Este livro do pastor Ock Soo Park une cada capítulo com a preciosa experiência que ele ganhou estando com os jovens nos últimos vinte anos. Não se trata de um roteiro escrito sentado em uma mesa, e sim baseado na experiência que ele teve com dezenas de milhares de universitários

que conheceu no mundo inteiro. Sem se importar se é um país de clima frio ou quente, rico ou pobre, ele tem rodado por todas as partes do mundo, sem discriminação. É por isso que esta obra é muito mais valiosa e toca o coração dos leitores. Ao longo dos dez capítulos sobre temas como o coração, o desejo, o autocontrole, a sabedoria e a mudança, entre outros, mostra a angústia e o sofrimento dos jovens de cada país e retrata de maneira vívida o processo de mudança

ocorrida nos jovens por meio das conversações para abrir o coração e criar vínculos de simpatia.

 

Conforme eu lia este livro, empiricamente pude perceber o fato de que os jovens de todo o mundo vivem internamente as mesmas angústias e dificuldades, e que todos são capazes de mudar por meio de conversas sinceras. O meu coração foi verdadeiramente tocado, especialmente

com as histórias e as fotos dos nossos universitários que encontraram esperança e uma nova vida quando trabalharam como voluntários na Tanzânia, em Togo, em Camar.es

e outras áreas remotas da África.

 

Penso nas preciosas experiências de vida que eles ganharam por meio do trabalho e das atividades, ao irem como voluntários ao exterior, e elas são também muito preciosas para nós. O fato de este livro transmitir tão bem tais preciosas experiências é como a própria frase diz: “O

livro é o alimento para o coração”. Espero que os jovens do mundo todo que caíram na agonia, angústia e perderam a vontade de viver, ao lerem este livro, encontrem esperança e coragem.

 

Byung‑Gug Chung

Ex‑Ministro da Cultura, Esportes e Turismo

Junho de 2011